Antes um desabafo…

… do que um cortar de pulsos, rs…

Muita, muita, muita coisa mesmo tem passado pela minha cabeça nos últimos tempos. Xente… não é fácil ter seus trinta e poucos anos, viver numa cidade pequena e ser solteira (tudo isso junto) em uma cidade pequena!

As vezes penso que o problema sou eu, mas aí eu já penso “será mesmo?”, porque quando eu olho casais felizes e contestes e mães de 30 anos e resolvo dar uma fuçadinha na vida dessa vezes eu vejo que é um baralho de cartas… desmorona rapidinho!

Também já pensei… vou ignorar tudo isso que vai dar certo, afinal é quando menos esperamos que as coisas dão certo. Já esperei, já ignorei e continuou não dando certo…

E agora?

A vida anda foda…

Hoje o dia foi daqueles… trabalhar em RH é apaixonante, ao mesmo tempo que te consome uma energia exorbitante. Em tempos de crise então… Nem todas as ações são compreendidas, tem que fazer o equilíbrio entre empresas e pessoas, e dentro do possível fazer com que todo mundo saia da melhor forma possível das situações. Não tá fácil…

Se lidar consigo mesmo todos os dias já é difícil, imagina conciliar um montão de gente, com um montão de desejos e necessidades bem diferentes.

Tinha um tempo que todo mundo queria a mesma coisa, a mesma estabilidade e a mesma vida… hoje não existe mais o “mesmo”.

A vida anda foda, mas ok… enquanto for só foda está bom!

Desconexão

Os últimos dias têm (e nem sei mais se é com acento ou não) sido bem estranhos. Muitas emoções no trabalho, casa nova, dog novo, parâmetros de vida novos. Ir na terapia melhora e piora as coisas ao mesmo tempo… mas uma coisa eu sei: agora eu sou e consigo ser quem eu quero ser.

E pra completar surge uma semi-possibilidade de ir pra São Paulo… e sair do interiorzão… posso com isso tudo?

Decidi que hoje a internet, o whats e o vinho são meus companheiros… e aí surge a desconexão de pensamentos e ideias novas. Por que não ser do jeito que eu sou e ver no que vai dar? Por que não assumir que sou diferente do padrão aqui estabelecido? Bebo cerveja, gosto de música “alternativa”, sou eu quem pago minhas contas, talvez eu queira sexo só por um dia mesmo, talvez eu queira muito carinho no dia seguinte…

Essa é a beleza da vida, não? O diferente, o não saber do amanhã, o ser feliz agora e não o pra sempre!

Bem vindo ao meu mundo! Beijo, F.

E a mente inquieta não parou ainda…

people-holding-hands-under-cloud-with-social-media-communication-icons-with_MyFJ7oiO

Na semana passada escrevi sobre algumas coisas que estavam mexendo comigo e meus pensamentos. No começo da semana recebi muita informação, muitas provocações… e no resto da semana não foi diferente.

Aqui na cidade tivemos a palestra do prof. Clóvis de Barros Filho, e eu fui. Era sobre mudança, mas também sobre felicidade. E olha que foi uma mexida… Só tinha ouvido falar dele por causa dos livros, mas cara… como não fiquei sabendo desse homem antes? Ele é  Doutor e Livre-Docente pela Escola de Comunicações e Artes da USP, atua no mundo corporativo e tem como clientes empresas de todos os portes, de inúmeros ramos de negócios, por todo o Brasil. Escreveu vários livros (que por sinal ainda não li, mas que agora estão na minha whislist!).E tem uma simplicidade e jeito de explicar o complexo que é inacreditável. Faz perguntas como ninguém.

Vai aí alguma das coisas que ele falou que são de pensar (compartilho contigo, porque se mexeu comigo, pode fazer algum sentido pra ti também):

  • “A vida é uma sequência de encontros inéditos com o mundo, e portanto ela não se deixa traduzir em fórmulas de nenhuma espécie.”… então deu de ficar procurando fórmulas achando que os ’10 passos de sei lá o que’ vai te deixar mais feliz, ou mais inteligente, ou mais rico…
  • “Você sabe que encontrou a felicidade quando vive um momento que não quer que acabe.” – então é simples assim: se a gente parar pra pensar (e fiz esse teste essa semana), existem tantos pequenos momentos de felicidade no dia! Isso dá um ânimo danado…

A semana passada foi particularmente boa quando comecei a pensar nessas coisas que ouvi. Acho que  essa semana que começa hoje vai ser difícil, mas vou manter o foco em pensar nas pequenas felicidades, no que eu realizo de bom pra mim e pro mundo… e vamos ver no que vai dar!

Espero que todos tenham uma ótima semana 🙂

Beijos, F.